Autor: José Alfredo Schierholt


Autor: José Alfredo Schierholt
> Biografia
> Livros Publicados
Montagem: Orestes Josué Mallmann

sábado, 1 de outubro de 2011

Nossos Monumentos

O Vale do Taquari não é muito pródigo em monumentos. Talvez nenhum que possa servir como obra de arte e referencial turístico. Poucos monumentos têm um referencial histórico de valor significativo.
Há registros no arquivo municipal de Lajeado da contribuição financeira do Município na construção de grandes monumentos em Porto Alegre.
Nas últimas décadas, nossos municípios pouco ou nada investiram em monumentos, por várias razões, alegadas e ou veladas: falta de recursos, não é prioridade, não existe conscientização nas comunidades ou mesmo porque não arrecada votos nas urnas eleitorais...
Em Santa Clara há um marco histórico que lembra a Revolução Federalista, o Combate de 28 de maio de 1895. Salvo melhor pesquisa, é o único monumento que lembra os 30 meses da sangrenta revolta dos maragatos. A mais bela avenida da cidade lembra o episódio. O prefeito Paulo Kohlrausch pretende restaurar o monumento. Esta medida merece os aplausos desta folha e de toda a região.
Parabéns!
 Foto: Inauguração do Monumento, em Santa Clara do Sul.

Lazer do Carteado

Jogar cartas ou baralho tem origem de tempos imemoriais. Era um lazer para homens e mulheres. Contavam-se os pontos por palitos de fósforo, grãos de feijão ou mesmo moedas. Talvez o jogo mais conhecido tenha sido o Schafkopp e o Skaht. As damas preferiam o Schwatzepetter ou Muhle. Mais tarde, entraram Pif-paf, a canastra e outros jogos, variando muito de lugar para lugar ou de época para época.
Meu amigo Sérgio Mello Jaeger me deu uma foto, onde identificou os parceiros de um carteado e sua torcida. Da esquerda para direita: sentado, Frederico Schardong Filho (*16-8-1868, +28-7-1925), advogado provisionado. Ao lado dele, de pé: Carlos lnácio Bennemann (*4-3-1890, +2-3-1956), empresário comercial e industrial em Lajeado. No meio, coçando a orelha: Gustavo Jaeger (*2-12-1869, +6-5-1935), empresário comercial em Lajeado, irmão de Frederico. De pé: Matias Rockenbach Filho (*13-2-1877, +11-12-1945), empresário industrial e vice-intendente de Lajeado. O último: Frederico Henrique Jaeger (*16-10-1861, +27-7-1934), primeiro Chefe do Poder Executivo de Lajeado, empossado em 25-2-1891. O menino não foi identificado. Com 80 anos, a foto conserva uma nitidez impressionante.

Pequenas biografias

• José Diel
Os 111 anos do Combate de Santa Clara do Sul, na Revolução Federalista, ocorrido em 28 de maio de 1895, nos levam a resgatar alguns dados biográficos de José Diel.
Quarto filho de Antônio Diel e de Catarina Müssnich, imigrantes de Tholey, Hunsrück, Alemanha, José nasceu em Bugerberg, Morro dos Bugres. Quando tinha em tomo de 10 anos de idade, acompanhou a família na migração para a Picada Augusta, em 1872, como uma das famílias pioneiras da nova colônia.
Casou-se com Susana Schardong. Sempre se interessou por Santa Clara do Sul. Empenhou-se pela emancipação de Lajeado, instalado município em 25-2-1891. Quando tinha em torno de 30 anos de idade, estourou a Revolução Federalista. Foi escolhido para ser comandante das forças republicanas em defesa da comunidade. Tinha filhos pequenos. Affonso tinha nascido em 1894.
Depois, comissário seccional, empenhou-se pela criação do distrito de Santa Clara, instalado em 22-2-1914, nomeado seu primeiro subintendente. Em 6-10-1926, foi nomeado subintendente de Cruzeiro do Sul. Eleito vice- intendente de Lajeado entrou em exercício de intendente em 1-8-1927. Faleceu em 23-11-1935.
 

 Foto: Batida em 1924, no local do campo de sangue, junto à cruz que assinala o ponto, onde foram, após a batalha, enterrados três dos numerosos mortos que assaltaram a Picada de Santa Clara do Sul. Dois corpos dos inumados foram posteriormente retirados deste jazigo e levados por seus familiares para os pagos de sua origem.

Resgatando primitivos nomes de lugares

Picada Augusta - Antiga linha colonial de Lajeado. Situava-se entre a Linha São Rafael ou Picada Eckert ao Sul, Linha Rockenbach ao Oeste, antiga Linha Santa Clara ao Norte e a Fazenda São Bento ao Leste. A origem do nome ainda não se sabe ao certo. Pode estar vinculada a algum familiar, esposa ou filha de primitivo dono de fazenda existente na área, pois o nome já existia quando a colônia de Santa Clara foi fundada. Em seu território nasce o Arroio Moinhos, depois denominado Saraquá.
As famílias pioneiras de Linha Augusta foram: Frederico Kaiser e Filipe Kunz: Lá por 1872, de Bugergerg migraram as famílias de Antônio Diel, Matias Bohn, João Backes. Pe. Alberto Trüsel ainda cita N.N. Dewes (casado com Catarina Mörschbächer). Entre os 37 eleitores de 1890, os mais velhos da Picada Augusta eram: Antônio Diel (58), João Dessoy (54), Pedro Schnorr (52), Pedro Kern (50), José Weiler (50), Valentim Schossler (48), João Schabbach (49), Matias Bohn (46), Pedro Schneider (43), Pedro Fröhlich, Filipe Weiler (42), Frederico Kaiser (38), Adão Richter, Miguel Schneider (38), Miguel Ruschel (37), Nicolau Werlang (37), Jacó Schuck (35), João Schneider (34), José Diel (34), João Backes (33), João Schuck (33) e outros mais novos.

Atendendo Leitores

Um leitor de Marques de Souza, por e-mail, me pede quem foi Carlos Jaeger, homenageado com nome de rua naquele município. Carlos Jaeger foi empresário comercial em Marques de Souza (*29-6-1863 +20-6-1919)· filho de Luís Frederico Jaeger e Catarina Scherer, casado com Filipina Hauschild, filha de João Ditrich Hauschild e Elisabeth Scherer. Entre outros, teve os filhos Orlinda (*8-4-1891) e Elogius (*25-6-1898).

Um comentário:

  1. gostaria de saber a filiaçãode joao ditrich (diderico) hauschild - seria - de heinrich hauschild irmão de gustav friedrich hauschild este casado anna clara sulzbach?

    ResponderExcluir